história






"Mariamélia não está sozinha. Pensa na vida à janela, com os quintais das vizinhas como paisagem. Em casa, o gato ronrona junto ao retrato dos antepassados. A luz do fim da tarde pousa sobre as coisas a fazê-las douradas e há uma paz do lar que vive nas mãos e nos sons desse dia. Do corredor da casa, parece-lhe ouvir uma voz familiar, Mariamélia... tal como a avó a chamava."
A Mariamélia nasce de um desejo de produzir, desenhar e redesenhar objectos que nos transportam — no espaço e no tempo — ao sítio das memórias.

Esta história foi o argumento para um projecto de curadoria de produtos, de criação de objectos gráficos e de colaborações com outros criadores e fazedores.



____
The story


"Mariamélia is not alone. She wonders about life by the window, with the neighbours backyards as landscape. At home, the cat purrs near the ancestors portrait. The evening light stands over making things golden and there is a sense of peace at home that lives in the hands and sounds of that day. From the corridor, she hears a familiar voice, Mariamélia... just like her grandmother used to call her."

Mariamélia comes to life from the desire to produce, design and redesign objects that take us — in time and space — to the place of memories.

This story is the argument for this project: an intention for curating excellent products, for creating graphic objects and collaborations with other creators and makers.