Manifesto

mariamelia_setembro_06.jpg

1

A Mariamélia acredita na manufactura. Não como um fim em si mesmo, mas como uma prática que permite um melhoramento constante de um produto pelo saber fazer, na acumulação de conhecimento prático, pela repetição dos gestos e pelo gosto do fazer.

 

2

A Mariamélia acredita em objetos únicos, se bem que pensados de uma forma agregadora, que sejam significativos culturalmente. Não queremos desenvolver objectos apenas como exercícios de estilo. Acreditamos numa consequência nos processos de design: um melhoramento ou esclarecimento — uma iluminação, seja de um desenho, de um acabamento, de um material, de uma função.

 

3

A Mariamélia advoga por uma forma mais consciente de consumo, que passe por objetos mais responsáveis: duráveis, naturais e produzidos localmente, com conhecimento da proveniência das matérias primas. Um objeto informado, mas também significativo, no sentido em que introduz algo de novo.

 

4

A Mariamélia vê os objectos como uma extensão do corpo e da casa. Um intermediário dos gestos. Como uma forma de humanização da vida quotidiana, de civilização, de respeito pelo entorno e pelo outro. Acreditamos na verdade dos objetos, um sentido de honestidade. Tudo isso só nos parece possível através de um trabalho de manufatura artesanal ou semi-industrial, em séries limitadas. Uma escala que define não só o padrão de qualidade que exigimos, mas o próprio ritmo de produção dos produtos. Uma escala e um ritmo humanizado, que não sacrifica nenhuma das premissas: materiais naturais de produção sustentável e manufatura por artesãos locais qualificados.

 

5

A Mariamélia acredita na valorização do ato de consumo apostando na qualidade e no tempo de vida dos objectos, sustentado na qualidade intrínseca dos materiais e do design, mas também nas suas características simbólicas. Queremos poder alimentar um sentido de sonho pelos objetos, que nos resgate do cinismo constante da vida atual, ao valorizar o trabalho daqueles que produzem coisas sensíveis, com as suas mãos. Na Mariamélia queremos cuidar dessa sensibilidade, e cruzá-la com um olhar contemporâneo, para que a memória tenha que ver com uma construção sobre a tradição e não uma repetição de fórmulas.

English version coming soon

 
mariamélia